Arautos do Evangelho e Exorcismos: “Todo reino dividido contra si mesmo será destruído”

“Todo reino dividido contra si mesmo será destruído”

“Todo reino dividido contra si mesmo será destruído” (Mt 12,25)

Caro leitor, vale relembrar que o exorcismo pode ser de caráter público ou privado, conforme já foi explicado no artigo anterior, e que os exorcismos realizados pelos sacerdotes dos Arautos do Evangelho, de caráter privado, não foram, senão, atos de caridade com os eventuais possessos ou atormentados pelos entes infernais.

Mas caridade é um termo que não existe no dicionário desses desafetos dos Arautos. Caridade. Fazer o bem por amor a Deus. Essa massa não sabe o que é isso…

Sobretudo, opinião pública não perdoa. Vox populis, vox Dei 1. Não fica bem para esse grupelho alheio aos Arautos defender o demônio assim às claras. Exorcismos, desde a instituição da Santa Igreja Católica por Nosso Senhor Jesus Cristo, existem. Há padres exorcistas famosos. Há também muitos filmes de Hollywood sobre o tema… E muita gente perdeu o sono por causas desses filmes. Sem contar os efeitos desses filmes na alma das pessoas. Isso fica para uma outra ocasião.

Mas… mas, exorcismos em nome de Monsenhor João S Clá Dias?! Além da papeleta plastificada, agora usa-se o nome de uma pessoa que ainda vive?! É demais não é?!

Meu caro leitor, como qualquer ação de qualquer Arauto é digna de repreensão por parte dos chefes da seita de desafetos, vou mostrar alguns casos interessantes de uma prática habitual na Igreja, mas empreendida por outros padres que nada tem haver com os Arautos do Evangelho, para assim ter credibilidade com “eles”.

Mas é até compreensível que em pessoas menos versadas nessa delicada pastoral – exorcística – possa causar estranheza o ver a invocação de uma pessoa não canonizada, muito menos beatificada, e ainda mais, viva!

Casos de fora

Padre Gabriele Amorth. Um nome bastante conhecido nos últimos anos devido a publicação de vários livros de suas experiências ao confrontar o demônio. Você leitor, já deve ter ouvido falar nesse nome não é?

De fato, o Padre Amorth foi nomeado exorcista oficial da diocese de Roma em 1986, e teve muitos confrontos com o diabo, em toda sua vida sacerdotal. “Eu invoco sempre o Padre Pio […]; invoco sempre João Paulo II: ele é muito forte”.

Vale lembrar que na época que o Padre Amorth exercia seu ministério, S.S. João Paulo II ainda era vivo! Nossa!

Ainda mais, o Padre Pio canonizado apenas em 2002! Nossa!

Ademais, a renomada escritora Regine Pernoud, historiadora medieval, relata um fato sobre a vida de São Martinho de Tours. Quando certa vez, o santo precisou sair da Igreja onde morava para resolver algo, as virgens consagradas dirigiram-se à sacristia para colher cuidadosamente os restos de palha de onde São Martinho havia dormido. E certa vez, uma delas pendurou um pedaço de uma dessas palhas no pescoço de um possesso e este, imediatamente, ficou livre da tormenta do espírito maligno.

Para finalizar e, novamente, esfregar o focinho do porco na terra, tiremos a seguinte conclusão: em um exorcismo, pode se invocar um Santo qualquer? Evidente que sim! Pode-se então invocar a intervenção de uma pessoa viva?! A resposta também é afirmativa. Baseados na doutrina tomista, concluímos que sim, nos casos em que a pessoa é dotada de carisma exorcístico. Aliás, isso aconteceu inúmeras vezes com determinadas almas, ao longo da História da Igreja, reconhecidas por suas virtudes já em vida. E por fim, ensina a Teologia que todo batizado é dotado de um poder exorcístico contra as influências do demônio.

A saber, Monsenhor João S. Clá Dias, para ser ordenado sacerdote, antes precisou ser batizado, fez sua primeira comunhão, sua confirmação, para aí então poder ser ordenado. Vai que alguém não sabe não é?


[1] “A voz do povo é a voz de Deus”


Curta e compartilhe nossa página no Facebook

15 thoughts to ““Todo reino dividido contra si mesmo será destruído””

    1. Lembrei daquela passagem do Evangelho, na qual os fariseus diziam que Nosso Senhor expulsava os demônios em nome de Belzebu.
      Só falta a seita anti Arautos começar a falar isso do Monsenhor João Clá e dos Arautos do Evangelho.

  1. Este artigo esta muito claro, é capaz de atingir pessoas sabias e ate as não sabias, só não é capaz de entender os que por uma estupidez fecha os olhos e os ouvidos a graça de Deus.

  2. Está ficando ridículo para as pessoas anti-arautos… Contra fatos, não há argumentos! Batem sempre na mesma tecla. Está suja, encardida e com cheiro de enxofre!

  3. Quem quer entender e não está de má fé, poderá também procurar, como fiz, exemplo da vida de Santos na História da Igreja que em vida foram invocados na luta contra o poder das trevas.

  4. Excelente artigo , a serpente mordendo o próprio rabo de novo , quando tentam denegrir a imagem da Santa Igreja Católica , na pessoa de um sacerdote ou mesmo de um leigo , o fazem por ódio a Nosso Senhor Jesus Cristo , mas no fim acabam por propagar a verdeira fé , pois tem sempre um cristão a defender a fé , parabéns pelo artigo, mais uma aula de catequese para nós leigos

    1. Esse final foi excelente!

      Já tinha ouvido sobre o Pe. Amorth pedir a intercessão de São João Paulo II. Aliás foi esse Papa quem concedeu a aprovação pontifícia aos Arautos… Que coisa, não?

  5. Nossa é de se notar que os Arautos perpetuam apenas o que a Santa Igreja com seus mais de dois mil anos sempre fez … Já o grupusculo da seita anti arautos perpétua o que o demônio sempre fez na história humana, calúnias, difamações, perseguições e etc…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *